O símbolo da FACCIN VINHOS apresenta formato circular, de um selo de cera estilizado, com 8 abas. O oito é universalmente o número do equilíbrio cósmico e, quando horizontal, está associado ao infinito, um adjetivo que denota algo que não tem início nem fim, ou não tem limites, ou que é inumerável.  

     Dentro desse círculo está inserida a inicial "F" de Faccin, formada por gavinhas geométricas espirais interligadas, criando uma composição simétrica. Essas gavinhas representam o crescimento orgânico e harmonioso na natureza. Alguns elementos do mundo do vinho também estão representados: a uva e sua respectiva folha e o cálice. 

      A ânfora é o elemento central e principal do símbolo. Representa o tesouro, recipiente no qual se guarda algo sagrado. Associada à fertilidade, ao útero onde se forma um novo nascimento, é um reservatório da vida. E é dentro dela que toda transformação acontece. Em sua base estão representadas as raízes e em seu topo a luz do sol, o que denota a ligação entre o céu e a terra, fazendo a vida brotar. O fato de ser aberta em cima indica uma receptividade às influências celestes. 

     A ânfora foi desenhada em proporção áurea, sendo esta muito usada desde a antiguidade em obras de arte, bem como nas pinturas renascentistas. Essa divina proporção também pode ser encontrada no corpo humano, em animais, nas colmeias, entre inúmeros outros exemplos que envolvem a ordem de crescimento na natureza. Considerada a proporção ideal, é alvo de pesquisadores, artistas, designers e escritores, além de ser apoiada pela matemática.

Designer Sirlei Chiminazzo